Como é possível evitar um curto-circuito em casa?

 

Como é possível evitar um curto-circuito em casa?

Em uma casa, temos diversos sistemas instalados, e o que merece a sua atenção redobrada é a instalação elétrica.

Até porque, essa instalação traz consigo alguns detalhes que não podem passar despercebidos.

Então, esse cuidado não deve existir por uma questão em específico, e sim porque esse sistema é primordial para a nossa rotina diária.

Inclusive, a instalação elétrica geralmente requer mais de um profissional qualificado da área, a fim de evitar alguns acidentes.

Claro que os acidentes podem ocorrer em qualquer cenário e com diversas justificativas, no entanto, o sistema elétrico exige de você uma atenção maior.

Contudo, na prática, os cuidados não devem ser apenas no momento da instalação, mas também no seu dia a dia em casa.

Portanto, visando uma melhor convivência na sua residência, aprenda como é possível evitar um curto-circuito em sua casa.

Na prática, você deve aplicar alguns conhecimentos relativos ao assunto, a fim de evitar não somente um curto-circuito, como também os seus acidentes decorrentes.

Dito isso, vamos conferir abaixo algumas das dicas que podem te auxiliar no cotidiano da sua casa.

Mas, afinal, o que é curto-circuito e de que forma ele acontece?

A priori, faz-se necessário definir e entender o que é curto-circuito, além de compreender a forma que ele acontece.

O curto-circuito, no geral, é um acidente elétrico, sendo o mais comum, podendo acontecer em qualquer lugar em que se encontre uma instalação de energia.

Em uma perspectiva mais ampla, o curto-circuito pode acontecer quando houver um aumento de uma corrente elétrica na rede.

Isso significa dizer que se o fio, que foi projetado para receber uma voltagem específica, receber mais energia, esse sistema entrará em curto.

E como a energia vai gerar calor, pode causar consequências mais graves, a exemplo de incêndios, queima de aparelhos elétricos e choques elétricos.

Sendo assim, os danos se apresentam de maneira grave, o que pode ameaçar a vida de quem mora na sua vida.

Por conta desse fator é tão importante conhecer sobre o curto-circuito e como é possível evitar.

De início, você pode perceber alguns sinais prévios de que vai acontecer um curto no seu lado.

Alguns sinais são mais nítidos que outros, como o caso em que um aparelho elétrico está com um cheiro parecendo de queimado.

Outros sinais podem ser mais escondidos, como a fuga da corrente elétrica, o que, consequentemente, faz com que o relógio registro o consumo (com os disjuntores desligados).

Dessa maneira, você precisa estar atento não apenas no dia a dia, mas também nas contas de energia.

Se o seu consumo de energia estiver acima do comum, é importante investigar e descobrir a causa para isso.

Ademais, você precisa adotar algumas medidas para prevenção.

Quais medidas podem ser adotadas para evitar o curto-circuito em casa?

Como foi dito acima, você pode adotar algumas medidas para evitar o curto-circuito em casa.

É importante ressaltar que diversos curtos acontecem por conta da negligência das pessoas, ou até mesmo uma instalação elétrica não muito boa.

Nesse cenário, você aplicar algumas ações no seu dia a dia para evitar esse tipo de situação.

No entanto, uma dica interessante é contratar um profissional qualificado na área e com qualidade de trabalho comprovada.

Afinal, esse é o primeiro passo no que se refere ao sistema elétrica, que é a instalação.

Cheque, sempre que possível, os seus aparelhos elétricos

A primeira recomendação de como evitar um curto-circuito é checando, sempre que possível, os seus aparelhos elétricos.

O ideal é que esse verificação ocorra antes do uso, por exemplo, da TV ou do computador, mas sabemos que nem todos têm essa prática.

Sabemos que, quando ligamos algum aparelho elétrico, não é comum verificar antes essas questões, mas crie o hábito.

Então, verifique se os fios dos aparelhos estão vedados e íntegros.

Ademais, garante que os aparelhos estejam conectados à sua tomada adequada, levando em consideração a voltagem e as recomendações feitas pelo fabricante.

Aliás, no que se refere às recomendações técnicas dos fabricantes, ressalte-se que muitos aparelhos novos não podem ser conectados a extensões, por exemplo.

Logo, uma boa dica é trocar a tomada da sua casa, pelo menos uma para poder usar tranquilamente esse aparelho.

Mas, claro que você vai decidir essa troca com base no seu dia a dia em casa, e dependendo do cômodo.

Se optar, de fato, pela troca da tomada, contrate um profissional qualificado.

Diminua o uso de alguns aparelhos no período de tempestades

As tempestades elétricas possuem, normalmente, a capacidade de causar alguns danos às redes elétricos.

Com isso, entende-se que esse momento ocorre uma alta descarga, com a possibilidade de atingir qualquer lugar.

Logo, enquanto as tempestades estão acontecendo, você precisa diminuir, ao máximo que puder, a utilização de equipamentos elétricos.

Se for possível, retire esses aparelhos da tomada.

Portanto, com essa prática e cuidado, você está evitando um curto-circuito e quaisquer danos que forem causados por conta de uma sobrecarga na rede.

Entendemos que, dependendo do local que você mora, as tempestades não sejam comuns, e em outros lugares sim.

Mas tenha essa prática em mente a fim de não danificar os seus aparelhos elétricos e evitar um curto-circuito.

Realize, periodicamente, a manutenção no disjuntor

De maneira periódica, realize a manutenção do seu disjuntor, visto que essa é uma peça imprescindível para evitar curtos-circuitos.

O disjuntor funciona como uma chave para proteger a rede, pois ele desliga a energia assim que a corrente elétrica ultrapassa uma determinada voltagem.

Sendo assim, o disjuntor evitar que os fusíveis sejam queimados, o que protege o equipamento e evita que danos mais graves ocorram.

No entanto, o dispositivo precisa estar em sua plena capacidade para funcionar, então por conta disso que você deve realizar a manutenção.

Dessa forma, é interessante, inclusive, ter um profissional de confiança sempre por perto, assim, a manutenção estará em dia.

Por outro lado, se o disjuntor desligar diversas vezes seguidas, você precisa chamar um profissional para averiguar se esse aparelho está com problemas.

Ou ainda, identificar se é a rede elétrica que apresenta instabilidade.

Faça a revisão das instalações elétricas

As suas instalações elétricas necessitam de cuidado também.

Visto que, os fios, bem como os outros componentes, se sujeitam à degradação ao longo do tempo.

Outros fatores também podem contribuir para esse desgaste mais rápido, a exemplo de fios cortados por aves.

Dessa maneira, você precisa fazer uma revisão das instalações elétricas, geralmente no período de 5 anos.

Com isso, você vai conseguir identificar se existe algum risco de curto-circuito, e de que forma poderá preveni-los.

Em alguns casos, é necessário realizar a trocar das peças por opções mais modernas e que deem qualidade ao seu sistema.

Essa troca, inclusive, pode valorizar o seu imóvel.

Destaque-se, também, que o cuidado com as instalações elétricas é o mesmo para aqueles que optaram pela energia solar, e por isso utiliza painéis para a geração de energia elétrica.

Nessa situação, você deve garantir uma instalação segura, justamente para não ocorrer nenhuma descarga ou choque.

Além disso, a limpeza e manutenção dos painéis é algo imprescindível, a fim de gerar uma energia com mais eficácia.

Crie uma proteção nas tomadas

O principal perigo quando o assunto é incêndio que teve como causa um curto-circuito, é que isso pode acabar atingindo outros objetos.

Por esse motivo, você deve criar uma proteção nas tomadas, o que evita que coisas inflamáveis, por exemplo, entrem em contato com elas.

Logo, procure manter sempre peças distantes das tomadas, a exemplo de tapete sou cortinas, e móveis no geral.

Inclusive, essa proteção de tomadas vale para outros quesitos, como evitar acidentes com animais ou crianças na casa.

Uma dica interessante é usar protetores à base de plástico.

Desligue a energia

Se você for viajar ou passar um tempo muito longo fora de casa, desligue a energia, isso evita um curto-circuito.

Se não puder ou não souber como desligar a energia, retire todos os aparelhos da tomada.

Com isso, além de economizar na conta de luz, você evita os danos devido a oscilações na rede, impedindo curtos e incêndios na sua casa.

Qual postura adotar diante de um curto-circuito?

Se você perceber qualquer sinal de curto-circuito, é necessário adotar alguma postura para evitar que danos mais graves venham a ocorrer.

Um exemplo disso é ligar qualquer aparelho e sentir um cheiro diferente, como se estivesse queimando.

A primeira reação, no geral, é desligar esse determinado aparelho e retirar da tomada.

Nessa hipótese, verifique ainda se ocorreu algum dano ou tente identificar a causa desse cheiro mais forte no equipamento.

Se houver uma queima de fusível, realize a troca da peça e fique atento, pois a probabilidade de chamar um profissional é alta.

Se o curto já aconteceu, e gerou um incêndio elétrico, não entre em pânico e não jogue água para cessar o fogo.

O recomendado é que você utilize um extintor de incêndio seco, e se não tiver nenhum por perto, desligue a chave geral e chame os bombeiros.

Saia do local e espere por ajuda. Por isso é tão importante ter atenção às instalações elétricas.

Instrutor Técnico no Curso Elétrica e Cia, Formada pela Escola Técnica CEC e Estudante de Engenharia Elétrica - Um cara apaixonado por Energia Solar e Eletrônica. Crea-RJ: 2018103375

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *