Como Entrar no Mercado de Energia Solar Fotovoltaico?

 

Como Entrar no Mercado de Energia Solar Fotovoltaico?
Estamos vivendo em um cenário de total crise no mundo inteiro, não apenas no Brasil, e isso envolve a energia, bem como o racionamento de água. 
A crise que nos encontramos atualmente diz respeito aos setores econômicos e de energia, por exemplo. Estudiosos dizem que já estávamos nessa situação antes mesmo do início da pandemia do novo corona vírus, mas claro que essa crise sanitária chegou para dificultar ainda mais. 

Como entrar no Mercado de Energia Solar Fotovoltaico?

Nesse contexto, ressaltamos que o mercado fotovoltaico ganhou o seu devido destaque, visto que a sua intenção é promover a economia e sustentabilidade. 

Empreendedor solar

Então, no período atual é mais do que necessário estimular o racionamento de água. 

Dessa forma, a opção mais conveniente é a energia solar fotovoltaica, transformando completamente os valores da conta de luz, por exemplo. 

Dito isso, vemos que hoje em dia a demanda cresceu bastante nesse mercado, como o pedido de instalação de sistemas fotovoltaicos. 

Isso fez com que o mercado crescesse ainda mais, ajudando o meio ambiente, inclusive. 

Pensando nisso, hoje trouxemos algumas dicas de como você pode entrar no mercado fotovoltaico. 

No entanto, é interessante ressaltar que você pode adaptar as nossas dicas para a realidade no local que você mora. 

Além disso, cada um tem os seus próprios limites, principalmente financeiros, portanto, adapte as nossas dicas para a sua realidade. 

O que é uma empresa de energia solar fotovoltaica? 

As empresas ditas como instaladoras de sistemas de energia solar fotovoltaica são aquelas cuja especialização é na instalação de sistemas de energia solar. 

E essa instalação pode ocorrer nos mais diversos tipos de prédios ou construções, desde apartamentos ou casas até comércios no geral. 

Nesse cenário que essas empresas se tornam primordiais no nosso dia a dia, afinal, o mercado fotovoltaico cresce bastante dia após dia. 

De maneira resumida, essas empresas são aquelas que ofertam os serviços de toda a instalação do sistema fotovoltaico, a exemplo de: 

– Realizar a vistoria do ambiente em que será instalado o sistema; 

– Fazer o dimensionamento do sistema para o modelo que melhor se adequará aos padrões desse cliente; e

– Resolver toda a homologação no que se refere ao projeto à distribuidora de energia. 

Entender sobre o que faz uma empresa instaladora de sistema de energia solar fotovoltaica é o primeiro passo para entrar nesse mercado. 

Afinal, é preciso estar por dentro de todas as atualizações e assuntos sobre o mercado que você almeja adentrar. 

Quanto custa para abrir a sua própria empresa de energia solar? 

Agora que você já entendeu a importância e os serviços de uma empresa instaladora de sistema de energia solar fotovoltaica, o interesse pode ter aumentado. 

Mas antes de fazer qualquer planejamento, o primeiro ponto que interessa a maioria das pessoas é o custo desse planejamento. 

Até porque, você precisará fazer um planejamento para dar início à sua empresa de energia solar. 

Entretanto, os valores podem variar e de acordo com a sua região, porém a média de gasto inicial é de R$ 200 mil. 

Essa média tem como parâmetro um município com meio milhão de pessoas, mas este é apenas um exemplo. 

Logo, os custos envolvem todos os gastos iniciais, como a abertura da empresa, a sua equipe para instalar, o escritório, os materiais e vendedores, além da taxa de franquia, entre outros. 

Com o tempo, outros gastos serão necessários, a exemplo da estratégia de marketing, sendo o mais comum os anúncios na internet. 

Isso será feito por pessoas que desejam expandir totalmente os seus serviços, contudo, essa será uma preocupação no futuro. 

Em um primeiro momento, então, você se preocupará em fazer a sua empresa ser conhecida e funcionar com base na proposta desenvolvida. 

Como começar a sua própria empresa de energia solar 

Como falamos anteriormente, você deverá se informar no seu município sobre os passos iniciais da abertura de empresa solar. 

Entretanto, trouxemos algumas dicas que podem te ajudar nesse momento inicial, lembrando sempre de adaptar à sua realidade. 

Com o exemplo de cima, do investimento de R$ 200 mil, é possível ter uma projeção de retorno sobre o investimento em, ao menos, 24 meses. 

Inclusive, a projeção de venda é que seja de R$ 2 milhões logo no primeiro ano de funcionamento da empresa. 

Mas claro que com esse dinheiro você precisará investir na sua equipe e outros gastos comuns de empresas. 

Porém, seguindo esse exemplo hipotético, a sua receita de serviço pode ser equivalente ao valor de R$ 450 mil. 

Sem mais delongas, vamos começar a explorar quais podem ser os seus primeiros passos para abrir uma empresa de energia solar e entrar no mercado fotovoltaico. 

Realize cursos na área

Com certeza o seu primeiro ato para entrar no mercado fotovoltaico é entender melhor sobre esse cenário. 

Dessa maneira, realizar cursos na área de energia solar será muito benéfico, podendo desenvolver os seus conhecimentos e aprimorar habilidades. 

Antes mesmo de planejar a abertura da sua empresa de energia solar, é preciso se instruir corretamente. 

O ideal é que você realize, ao menos, 3 cursos sobre energia solar. E se tiver mais disponibilidade (horária e financeira), faça quantos mais quiser. 

Logo, o recomendado é que você comece por um curso bem básico, apenas para te introduzir sobre o mercado. 

Logo em seguida, faça um curso que aborde sobre a instalação dos sistemas fotovoltaicos. 

E para finalizar esse período de estudos, faça um curso de projeto. 

Com essa linha de raciocínio, você poderá entender melhor sobre o tema e ter a certeza da carreira que deseja seguir. 

Lembrando que esses cursos não precisam ser os mais caros, e sim os que caibam no seu orçamento. 

Tenha um nome fácil e um logotipo bom de lembrar

Essa dica é mais geral, afinal, toda empresa precisa ser lembrada. 

Então, se você escolher um nome difícil, é provável que demore para as pessoas associarem os seus serviços à empresa. 

Logo de primeira você vai perceber que quase todas as empresas desse ramo têm o nome “solar” em seu logotipo. 

Claro que isso não é uma regra, no entanto, pode ser uma forma de já adiantar aos seus clientes quais serviços serão prestados. 

Antes de lançar no mundo, mostre os possíveis nome e logotipo para pessoas próximas. 

Tenha um website da empresa

A maioria dos clientes que buscam por fornecedores de sistema voltaicos estão na internet. 

Portanto, você precisa estar no mesmo lugar que eles. 

Além disso, você deve se preocupar tanto com a estética quanto com o conteúdo em si. 

É interessante destacar que sim, o conteúdo é de extrema importância, mas a estética do site conta bastante também. 

A primeira impressão com certeza vale nesse caso, então tenha um certo cuidado com imagens e cores. 

Uma dica importante é que você pesquise por outros sites e veja como eles se comportam na internet. 

O que você achar legal, renove e adapte à sua forma, sem plagiar claro. 

Procure saber acerca das regulamentações 482/12 e 687/15, da ANEEL 

Essas regulamentações dispõe sobre o uso de conexão à rede de sistema fotovoltaicos, então se debruce sob o tema. 

É de suma importância estar atento(a) a esse tipo de coisa, afinal, você deve regularizar a sua empresa. 

A sua empresa não pode começar já no erro, por isso, tenha uma atenção redobrada nessas regulamentações citadas acima. 

ART 

Caso você não seja engenheiro, é preciso contratar um profissional que seja engenheiro(a) elétrico.

Outra opção é que tenha um regime CLT ou profissionais através de contrato para prestação de serviço. 

Esse profissional terá a responsabilidade de realizar o projeto elétrico, bem como assinar o ART, responsabilizando-se completamente pelo projeto como um todo. 

Essa assinatura será imprescindível para homologar o sistema de energia solar com a distribuidora de energia local. 

Registro da empresa ao CREA

De acordo com a Lei de n° 5.194/66, bem como a resolução n° 336/89, o registro da empresa no CREA é obrigatório. 

Essa obrigatoriedade abrange as pessoas jurídicas cuja constituição tenha como finalidade a prestação ou execução dos serviços/obras na área de engenharia e afins. 

Dessa maneira, a sua empresa, que exerce esse tipo de atividade, precisa registro no órgão do CREA presente em sua região.

Ressalte-se ainda a importância de fazer a leitura dessas regulamentações legais, a fim de inteirar melhor do assunto. 

Equipe inicial da sua empresa de energia solar

Por fim, trouxemos algumas dicas de como montar a sua equipa inicial da empresa de energia solar. 

Toda empresa é composta por uma equipe, e ela é o coração da companhia. 

Por isso, a minha dica é que você busque por pessoas que tenha os mesmos valores da sua empresa, principalmente a sustentabilidade. 

A primeira equipe a ser montada é a equipe de instalação, com 1 eletricista e 2 auxiliares, todos com o devido treinamento e qualificação legal.

A segunda equipe é o escritório, podendo ter apenas um secretário para atender às demandas, mas ele também precisa entender sobre o assunto. 

E a última equipe é a de vendas, sempre pronta para captar e prospectar mais clientes. 

Lembrando que essa é apenas uma recomendação, você deve seguir o seu planejamento, então boa sorte com a sua entrada no mercado fotovoltaico. 

 

► Entre para o grupo de Empreendedores que faturam de R$4.000,00 a R$30.000,00 mês. Formação completa em 40 dias, Instalação, Projeto e Comercial.saber mais sobre o cursozap do curso

Instrutor Técnico no Curso Elétrica e Cia, Formada pela Escola Técnica CEC e Estudante de Engenharia Elétrica - Um cara apaixonado por Energia Solar e Eletrônica. Crea-RJ: 2018103375

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *